Segunda a Sexta: 9:30 às 18:00
(11) 3034-2469 / 3812-0169 / 3814-1359
Sábado das 10:00 às 18:00

Quer investir em decoração? Primeiro descubra seu estilo pessoal

Para que a decoração de um ambiente possa realmente cumprir o seu papel de beleza e conforto, é essencial deixar que o estilo pessoal fale mais alto. Pensar em móveis sofisticados, cores vibrantes e uma série de acessórios sem que isso esteja em sintonia com o tipo de local e com as pessoas que ali frequentam, além de não ficar aconchegante, acaba desqualificando tudo o que foi escolhido para a composição. Especialmente quando se trata da decoração da casa, o estilo pessoal é muito importante, até porque, é lá que serão recebidos os amigos e familiares, sem contar que ela é um importante refúgio para os moradores no fim do dia. Por isso, antes de pensar em quais itens de decoração adquirir, é importante se conhecer e perceber como o gosto pode e deve influenciar nessas escolhas.

Seguir a intuição e deixar que o estilo pessoal guie um projeto de decoração é interessante para que os modismos não tomem conta dos cômodos e com o tempo as peças precisem ser trocadas por não combinarem mais. Pelo contrário, se ela foi colocada ali com base nas preferências de quem vive no local, certamente isso terá um significado, que irá ultrapassar tendências. Isso não significa que um lançamento não possa compor uma decoração, porém, é preciso que ele tenha um objetivo e não simplesmente por ser estar na moda.

A principal dica para reconhecer o estilo pessoal é se observar. Nada melhor do que reparar em si mesmo para entender os gostos. O tipo de música que gosta de ouvir, a maneira como se veste ou mesmo os acessórios que são indispensáveis costumam ser um bom indicativo. Entender o motivo pelo qual esses gostos são aflorados é o que irá ajudar na decoração da casa, uma vez que usando o mesmo princípio, a personalidade estará retratada nos móveis da mesma maneira.

Depois de reconhecido o estilo pessoal, é hora de partir para a pesquisa, ou seja, como ele pode influenciar diretamente no design de interiores. Fazer uma busca nas redes sociais é uma maneira de se inspirar, até porque é possível encontrar modelos muito próximos com o que é realmente desejado. Aproveitar a febre das hashtags para seguir algumas delas relacionadas à decoração é outra dica legal, até porque esse não precisa ser um processo da noite para o dia. É interessante justamente colher ideias ao longo de um período e assim, colocá-las em práticas deixando que o estilo pessoal prevaleça.

A SOS Móveis Antigos afirma que embora as redes sociais tenham muito a contribuir, analisar decorações presencialmente também é muito importante. “Visitar mostras, além de ajudar a reconhecer o estilo pessoal de cada um, também é uma oportunidade de se relacionar com outras pessoas e trocar experiências interessantes”, afirma a empresa que reforça ainda que as feiras trazem importantes referências de outros lugares, desde o rústico ao moderno, aumentando as possibilidades de combinações.

Levar em consideração o estilo de vida é outro ponto crucial. Mesmo que os mais diferentes móveis tenham cativado os olhares, se eles não forem usuais de nada adianta. Casa com crianças ou animais de estimação não podem conter muitos detalhes e peças pequenas, por exemplo. Por fim, ficar satisfeito com o resultado é indispensável. Independentemente do que os outros vão pensar, o importante é se sentir bem e realizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×